Foco no usuário

Nosso objetivo é fornecer sempre as informações mais úteis e relevantes.

Todas as alterações que fazemos na Pesquisa são para que você veja resultados mais úteis. É por isso que nunca aceitamos pagamentos para incluir resultados da pesquisa.

Testes de usuários

A Pesquisa mudou ao longo dos anos para acompanhar a evolução das necessidades e expectativas dos usuários do Google. Criamos inovações como o Mapa do conhecimento e atualizamos nossos algoritmos de classificação para garantir um lugar de destaque para os conteúdos relevantes. Nosso objetivo é sempre trazer os resultados mais úteis para você.

Todas as possíveis alterações na Pesquisa passam por avaliações e testes rigorosos feitos pelos usuários. Se os testes indicarem que uma alteração diminui o aproveitamento dos resultados, não a lançaremos.

Experimentos da Pesquisa: da ideia ao lançamento

Nossos engenheiros têm várias ideias de como tornar os resultados da pesquisa mais úteis, mas palpites e opiniões de especialistas não são suficientes para nós. Realizamos diversos testes de usuários e um processo de avaliação rigoroso para analisar as métricas e decidir se uma alteração proposta será implementada. Em 2016, fizemos mais de 150 mil experimentos com avaliadores de pesquisa externos treinados e com testes de usuários em tempo real. Tudo isso resultou em mais de 1.600 melhorias na Pesquisa.

Coletamos dados de várias maneiras. No ano passado, fizemos o seguinte:

  • Testes de qualidade da pesquisa com avaliadores

    130.336 testes de qualidade da pesquisa

    Trabalhamos com avaliadores de qualidade externos para fazer um monitoramento contínuo da qualidade dos resultados da pesquisa. Os avaliadores determinam a capacidade dos websites de fornecerem os resultados desejados aos usuários que os acessam, além de analisar a qualidade dos resultados com base na informação, correção e confiabilidade do conteúdo. Essas avaliações não afetam diretamente a classificação, mas nos ajudam a avaliar a qualidade dos resultados e a garantir um alto padrão para os usuários da Pesquisa Google no mundo todo.

    Para garantir uma abordagem consistente, publicamos as diretrizes para os avaliadores de qualidade da Pesquisa. Assim, eles têm acesso a orientações e exemplos de classificações apropriadas. Confira as diretrizes (em inglês). Você verá que, embora pareça fácil avaliar a qualidade dos resultados, há muitos casos complexos. Por isso, esse feedback é fundamental para garantir que os usuários recebam resultados de alta qualidade.

  • Experimentos lado a lado

    18.015 experimentos lado a lado

    A Pesquisa não é estática. Melhoramos constantemente nossos algoritmos para conseguir os melhores resultados, e os avaliadores de qualidade de pesquisa desempenham um papel importante no processo de lançamento. Em experimentos lado a lado, mostramos aos avaliadores dois conjuntos diferentes de resultados da pesquisa, um com a alteração proposta já implementada e outro sem. Perguntamos a eles quais os resultados que preferem e porquê.

  • Experimentos de tráfego ao vivo

    9.800 experimentos de tráfego ao vivo

    Além dos testes de qualidade da Pesquisa, fazemos experimentos de tráfego ao vivo para observar como os usuários reais interagem com os recursos antes de lançá-los para o público em geral. Ativamos o recurso novo apenas para uma pequena porcentagem de usuários, geralmente a partir de 0,1%. Quando coletamos dados suficientes, comparamos o grupo de experimento com um grupo de controle que não teve o recurso ativado. Analisamos uma lista extensa de métricas: onde as pessoas clicaram, quantas consultas foram realizadas, quantas foram abandonadas, quanto tempo os usuários levaram para clicar em um resultado e assim por diante. Usamos esses resultados para determinar se o engajamento do usuário com o novo recurso é positivo e garantir que as alterações melhorem a relevância e a utilidade de nossos resultados para os usuários.

  • Lançamentos

    1.653 lançamentos

    Por último, todas as alterações propostas para a Pesquisa passam pelos nossos engenheiros e analistas de pesquisa mais experientes, que fazem uma revisão detalhada dos dados de todos os experimentos para decidir se o lançamento da alteração será aprovado. Muitas das alterações propostas no ano passado nunca foram publicadas, porque só lançamos as alterações quando comprovamos que elas melhoram a experiência dos usuários.


Vendemos publicidade, não resultados da pesquisa

Sempre acreditamos na importância de todos terem acesso gratuito às melhores informações. E são os anúncios que permitem ao Google fornecer um mecanismo de pesquisa gratuito. Um mecanismo que funciona bem para qualquer pessoa, independentemente de renda ou escolaridade.

Quando você usa a Pesquisa Google, pode ver anúncios com seus resultados da pesquisa. Para nós, é importante mostrar a diferença entre os resultados pagos e orgânicos com transparência. Por isso, os anúncios são sinalizados claramente para que você consiga distingui-los do resto da página com facilidade.

Todo o nosso conteúdo publicitário e patrocinado é sinalizado claramente (por exemplo: "Anúncio", "Patrocinado") para que seja fácil diferenciá-lo dos resultados da Pesquisa.

Fazemos todo o possível para só exibir anúncios quando eles são relevantes à sua pesquisa no Google. Só cobramos os anunciantes quando os usuários interagem com os anúncios. Por isso, também é importante para nós que os anúncios mostrados sejam úteis. Tanto é que, muitas vezes, não exibimos anúncio algum.

As relações comerciais do Google não influenciam as alterações nos algoritmos da Pesquisa, e os anunciantes parceiros não recebem tratamento especial na resolução de problemas ou das solicitações da pesquisa orgânica. Fazemos questão de lidar com isso de acordo com a importância e o impacto para os usuários, e não com as relações financeiras do Google.