Criptografia de e-mail em trânsito

Muitos provedores de e-mail não criptografam mensagens em trânsito. Quando o usuário envia ou recebe e-mails de um desses provedores, as mensagens ficam tão vulneráveis à espionagem quanto um cartão postal no correio.

Um crescente número de provedores de e-mail está trabalhando para mudar essa situação criptografando as mensagens enviadas e recebidas em nossos servidores usando a TLS (Transport Layer Security). Quando um e-mail é criptografado em trânsito com a TLS, isso dificulta que outros tenham acesso ao conteúdo enviado pelo usuário. Os dados a seguir descrevem o estado atual da criptografia de e-mails em trânsito.

Quantos e-mails foram criptografados em trânsito?

De um modo geral, o uso de criptografia em trânsito está aumentando com o passar do tempo à medida que mais provedores ativam e mantêm o suporte a ela. Fatores como a variação de volume de e-mails podem explicar outras flutuações.

Saída

Mensagens do Gmail para outros provedores.

Erro ao carregar o gráfico. Tente novamente.

  • Ver último(s)
  • 30 dias
  • 90 dias
  • 1 ano

Entrada

Mensagens de outros provedores para o Gmail.

Erro ao carregar o gráfico. Tente novamente.

  • Ver último(s)
  • 30 dias
  • 90 dias
  • 1 ano

Fazer o download de dados

Quem fornece suporte para criptografia em trânsito

Abaixo, está a porcentagem de e-mails criptografados para os principais domínios em termos de volume de e-mails enviados e recebidos pelo Gmail, em ordem alfabética.

Selecione uma região
 

Principais domínios por região, e-mails recebidos

Domínio %

Principais domínios por região, e-mails enviados

Domínio %

Explorar dados

Pesquise por um domínio (por exemplo, "exemplo.com") ou uma string (por exemplo, “de”) para saber quantos dos e-mails trocados com o Gmail são criptografados em trânsito. Ou faça o download do conjunto de dados completo.

Região Domínio Enviados em % Recebidos em %

Não foram encontrados resultados. Tente fazer outra pesquisa.

São relatados apenas os domínios com os quais o Gmail troca um grande volume de e-mails. Portanto, se o usuário não encontrar o resultado esperado, talvez seja porque o volume é muito pequeno.

Espalhe a notícia!